Comercial Veja: Neura x Neuro

Comercial Veja: Neura x Neuro

Esta semana um comercial do produto de limpeza Veja começou a chamar atenção pela mudança de direcionamento da comunicação de um produto.

A campanha que destaca a personagem “neura”, um ente presente em todas as mulheres neuróticas por limpeza que é combatido pela facilidade dos produtos Veja, já é bem conhecida. Na verdade acho o conceito desta campanha bem construído abordando uma persona comum a todas as famílias. Quem não lembra da sua mãe, tia ou avó neurótica com uma mancha no tapete, ou em uma roupa, ou com a gordura do fogão?

neura veja

De fato, essa ideia existe e perdura faz tempo, mas a nova campanha da Veja detectou uma nova realidade neste universo de trabalhos domésticos, não é mais só a mulher que faz ou é obrigada a fazer este trabalho.

A campanha que está circulando no YouTube apresenta os Caçadores da Neura, que detectam e eliminam as neuras. Até aí é a mesma ideia de conceito, mas o que torna a propaganda interessante é a primeira neura que eles combatem, o “Macho Alfa”.

Ao invés da mulher neurótica, aparece o homem que se diz um macho alfa que lava toda a louça engordurada pois segundo ele “mulher minha não fica estragando unha em faxininha, não!”. Ao final, os Caçadores de Neura aparecem para tirar a neura deste macho alfa, pois, afinal, com Veja não precisa de esforço.

O interessante do comercial é esta mudança na comunicação, antes voltado somente para mulheres, agora também voltado para as mulheres, mas deixando a mensagem de que não são só elas que tem que fazer o trabalho sujo.

O que sempre me pergunto sobre a expressão de um comercial é se ele simplesmente detecta um comportamento da sociedade em que é divulgado ou se, de alguma forma, ele é capaz de direcionar este comportamento.

As propagandas de produtos de limpeza e eletrodoméstico são o melhor exemplo disso, pois sempre mostram a mulher como a responsável por tudo que diz respeito à casa, tendo o homem um papel coadjuvante. Entretanto, por mais retrógrada que a sociedade brasileira possa ainda parecer em alguns momentos, as realidades são bem outras do que no tempo de nossas mães ou avós. As mulheres estão mais presentes no mercado de trabalho e não se sentem mais na obrigação de fazerem tudo sozinhas.

E os homens por sua vez, também estão se responsabilizando mais nas tarefas de casa, ou em suas famílias ou morando sozinhos e adquirindo essas obrigações.

Acredito que uma marca possa influenciar positivamente seus consumidores e campanhas publicitárias são uma forma bem abrangente de se fazer isso. Os comerciais refletem o comportamento da sociedade para que o consumidor se identifique com aquela marca e aquele produto, mas nada impede que conceitos retrógrados de uma cultura sejam aos poucos diluídos para um dia deixarem de existir.

 

Share

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>