Monthly Archives: março 2012

A imaginação de LEGO

A imaginação de LEGO

logo lego

Os bloquinhos coloridos e encaixáveis da LEGO já fazem parte da infância de pessoas do mundo inteiro há mais de meio século. A grande diversão do brinquedo é a possibilidade de deixar sua imaginação voar solta e criar qualquer coisa que vier a mente.

E este é o conceito explorado pelas campanhas mais recentes da LEGO, com cartazes minimalistas com uma idéia muito simples e criativa.

Após ganhar o Leão de Ouro em Cannes, foi lançada a campanha Imagine criada pela agência americana Blattner Brunner para a LEGO, com direção de arte de Derek Julin.

campanha lego

Campanha Imagine 2009

 

campanha lego
Campanha Imagine 2009

 

campanha lego
Campanha Imagine 2009

 

Em 2011, a campanha Imagine foi desenvolvida pela agência alemã Jung von Matt, que traz alguns personagens conhecidos dos desenhos, como os Simpsons, Tartatugas Ninja e Smurfs, entre muitos outros, feitos de pecinhas de LEGO.

campanha lego

Campanha Imagine 2011

 

campanha lego

Campanha Imagine 2011

 

campanha lego

Campanha Imagine 2011

 

 

Share

O design e a embalagem

O design e a embalagem

supermercado

Recentemente assisti uma palestra do designer, professor, autor e, entre tantas outras atribuições, coordenador do Comitê de Estudos Estratégicos da Associação Brasileira de Embalagem (Abre), Fabio MestrinerA palestra dele aborda a importância da embalagem atualmente, que não existe apenas com a função de transportar e proteger produtos.

Mas, e qual é a importância da embalagem para um produto?

Alguns dados apresentados pelo designer mostram que 80% dos produtos existentes no Brasil possuem embalagens. Até ai parece uma informação irrelevante, mas quando consideramos que 90% dos produtos vendidos em supermercados não tem o auxílio de comunicação e a embalagem é o único meio de atingir o consumidor, este dado passa a ter uma relevância maior. Ele apresenta ainda, que, segundo a consultoria POPAI Brasil (2004), 81% das decisões de compra ocorrem no ponto de venda. Ou seja, a embalagem funciona como elemento decisivo na escolha que o consumidor tem por uma marca.

O design da embalagem interfere na percepção do consumidor que está desenvolvendo uma relação emocional com a escolha de produtos.

Ela agrega valor ao produto, interfere na qualidade percebida e forma conceito sobre o fabricante elevando ou rebaixando sua imagem de marca (MESTRINER, 2002, p.11).

Para tanto, a embalagem é responsável por formar a imagem da empresa que o fabricou, funcionando como instrumento de construção de marca.

E considerando o impacto que o design da embalagem tem sobre a escolha do produto, Mestriner ressalta que os produtos líderes de categoria geralmente são os produtos mais caros. Ou seja, o consumidor paga pelo produto e principalmente pelo valor que ele percebe neste produto. O design da embalagem determina a beleza, a estética, a conveniência, a praticidade, a diferenciação e a segmentação clara.

A embalagem, portanto, transforma uma mercadoria em um significado e torna-se uma ferramenta poderosa de marketing, pois convive com as pessoas diariamente desde a hora que acorda e estabelece uma relação maior do que uma simples mercadoria, mas sim uma relação afetiva.

Como exercício, pare para recordar os produtos que mais fizeram parte da sua infância. Quantos deles você consegue desassociar da embalagem que o envolvia?

 

 

Fonte: Livro Design de Embalagem , MESTRINER, F.

Share

Campanha Cruz Vermelha

Campanha Cruz Vermelha

A agência AGE Isobar desenvolveu recentemente a campanha de mídia impressa da ONG Cruz Vermelha.

campanha cruz vermelha

As imagens da campanha foram clicadas pelo fotógrafo Sergio Buss e retratam cenas de agentes da organização ajudando pessoas em situação de perigo. O conceito da campanha traz o símbolo do logotipo, a cruz vermelha, entre o agente e o necessitado funcionando como um sinal de adição entre os dois.

camapnha cruz vermelha

As imagens em preto e branco refletem a dramaticidade da situação e, contrastadas com o vermelho da cruz, ressaltam o compromisso da ONG em salvar vidas e conectar pessoas.

campanha cruz vermelha

Share

Dica: Pinterest

Dica: Pinterest

Continuando o assunto sobre redes sociais do post anterior, trouxemos uma dica para o seu negócio.

Você já conhece o Pinterest?

pinterest

Essa é uma rede social que vem crescendo nos últimos tempos e traz um novo conceito de interação online. A ideia do site é conectar pessoas através de fotos. Até aí, já existem alguns sites com a mesma aplicação.

O interessante do Pinterest é que funciona como um arquivo de coleções. Cada usuário cria álbuns de fotos com assuntos de seu interesse e coleciona fotos (os pins) que são compartilhadas por outros usuários ou fornecidas por ele mesmo através de outros sites ou de seu arquivo pessoal.

Essa rede social tem aplicação no universo dos negócios pois é uma forma interessante de observar a identidade dos possíveis clientes e consumidores e montar álbuns que possam cativar esses usuários. Além disso, juntamente com a foto vem o link do site ou blog de onde foram retiradas as fotos… outra forma de divulgar o trabalho da empresa.

Mas antes de sair criando um perfil da empresa no Pinterest, vale saber que a própria produção do site revelou que, pelo menos atualmente, a maioria dos seus usuários são mulheres e principalmente futuras noivas. Um bom nicho de mercado para alguns tipos de negócio, mas não são todos que podem tirar proveito da mesma forma.

Portanto, mais uma vez, vale pesquisar a respeito do seu público alvo e verificar se o Pinterest se encaixa nos planos de marketing da sua empresa.

Share

Perfil de empresa nas redes sociais

Perfil de empresa nas redes sociais

redes sociais

Que as redes sociais invadiram o mundo dos negócios isso já não é mais nenhuma novidade. Mas será que é interessante para o marketing de qualquer empresa estar presente no mundo digital? E as empresas que precisam desta interação cibernética devem estar em todas as redes sociais existentes?

De fato é muito interessante observar o alcance que uma marca tem quando exposta nas redes sociais. Entretanto, nem todo ramo de negócio consegue desfrutar deste privilégio nas redes sociais de alcance de massa, como Facebook, Twitter, Orkut, etc. Antes de ingressar no universo online, uma empresa deve compreender seu ramo de negócios e entender qual público quer atingir.

A vantagem deste sucesso que o Facebook e o Twitter apresentam agora e até o Orkut há algum tempo, é que geram novas redes sociais com novos conceitos que podem ser aproveitados por todo tipo de negócio. Para empresas que atendem o marketing B2B, essas redes mais populares talvez não sejam o ideal para trabalhar sua comunicação. É o caso do LinkedIn que surgiu como uma rede social de negócios para conectar pessoas com interesses profissionais em comum. Com uma proposta de conceito semelhante, o banco Itau desenvolveu uma rede social própria, a Comunidade Empresas, que permite que todos os seus clientes de pequenas empresas possam interagir comercialmente e expor seus serviços a outros clientes Itau que possam se interessar.

Ou seja, é interessante para as empresas atuarem no universo online, mas a noção de marketing é a mesma do universo offline. Campanhas são mais rentáveis se direcionadas ao seu público alvo.

E para as empresas que atendem o mercado em massa, as redes sociais mais populares são uma ferramenta útil, mas, ainda assim, não basta criar um perfil de empresa e esperar um sucesso instantâneo. O conteúdo na internet é rápido e a interação de uma empresa nas redes sociais deve seguir este ritmo. Os usuários tem tempo escasso e muita informação para absorver, portanto a página de uma empresa deve ser interessante para que o usuário queira parar e saber mais.

O interessante do marketing online é a facilidade de comunicação que se cria. É possível saber o que os consumidores estão falando da sua marca, detectar problemas, fazer pesquisas de opinião, tudo em um click. Mas não basta ter vários seguidores em sua página do Facebook ou Twitter para se considerar um sucesso em marketing online. Muitas empresas criam campanhas e promoções instantâneas para gerarem seguidores em sua página, mas se após o período da promoção a página não trouxer assuntos interessantes que tenham relação com o core business da empresa, a tendência é os seguidores pararem de seguir a página assim que a promoção acaba.

Antes de tudo deve-se entender quantas pessoas estão interagindo com sua empresa, quantos usuários a empresa está conseguindo atingir e se a empresa está gerando assunto.

À parte de todas as críticas que vem surgindo, as redes sociais funcionam como uma ferramente de negócio muito útil que vai além de um SAC moderno e devem sempre levar em consideração um conteúdo de entretenimento, de informação ou de ambos.

São muitas as formas de ingressar e permanecer nas redes sociais, mas independente do canal de comunicação que está sendo utilizado, o importante é considerar os primórdios das leis do marketing em sempre atender bem o cliente, seja online ou offline.

Share

Estacionando com design

Estacionando com design

cartao de estacionamento

Encontrar vaga em estacionamentos…. uma das coisas mais chatas que existem!

Pois os designers Shih Chang-Chi, Huang Shao-Heng & Wang Shou-Yu, desenvolveram um novo conceito no processo para encontrar vagas. O sistema conta com cancelas inteligentes que detectam as vagas vazias mais próximas através de sensores de presença (daqueles que já estão sendo utilizados aqui no Brasil) e imprimem seu cartão com o mapa do local.

cartao estacionamento

O projeto ainda precisaria de alguns ajustes para evitar situações, como por exemplo, de pessoas ignorarem a vaga proposta pelo cartão e estacionarem onde acharem melhor.

Independente disso, o projeto traz uma inovação bem interessante e poderia resolver problemas bem corriqueiros do dia-a-dia. É o design trabalhando para facilitar a nossa vida.

Share

Criatividade é para todos!

Criatividade é para todos!

cérebro funcionando

Quando consideramos a qualidade de criatividade na profissão, quase sempre nos referimos a profissões como publicidade, design, artes plásticas, entre outras ligadas a essa área.

Entretanto a realidade é que a criatividade não depende de diploma, currículo ou profissão. A criatividade é inerente ao ser humano e toda e qualquer área se desenvolve muito melhor quando usamos a criatividade em nosso auxílio.

Você já observou uma dona de casa resolvendo problemas do dia a dia?

Para aqueles não muito afeitos aos afazeres domésticos, uma das coisas que mais exige criatividade é decidir e preparar um prato diferente para os paladares mais exigentes de filhos adolescentes ávidos por novidades. Além de tantas outras soluções que uma dona de casa tem que elaborar diariamente.

No mercado de trabalho funciona da mesma maneira. Toda profissão exige criatividade ou torna-se mais interessante quando executada de forma mais criativa.

Normalmente dividimos profissionais entre empreendedores e executores, como se fosse uma característica factual da qual não possamos fugir. Uma vez executor nunca empreendedor. Mas o profissional empreendedor se difere dos demais por saber utilizar o pensamento lateral e buscar soluções em situações de recursos limitados, pouco dinheiro, poucas pessoas, pouco espaço… Podemos, certamente, simplesmente executar as tarefas do trabalho sem utilizar criatividade, mas a criatividade é que nos faz destacar entre milhões e oferecer um resultado bem mais interessante.

A diferença em profissionais da área dita criativa é que são constantemente desafiados no campo das ideias e sempre tem sua criatividade colocada a prova, para fazerem valer o título de criativos. Mas este desafio existe no dia-a-dia de qualquer pessoa, profissionalmente ou não. A solução é tentar fazer diferente do que estamos acostumados e buscar formas diferentes de resolver problemas costumeiros, assim como a dona de casa.

Se a criatividade é inerente a todo ser humano, todo profissional, seja de que área for, tem a capacidade de buscar novas possibilidades e ser criativo nas tarefas do dia a dia.

Share

Comercial The Guardian

Comercial The Guardian

A nova propaganda do jornal The Guardian fala sobre o jornalismo aberto e as diversas formas de repercussão que uma notícia pode trazer. De forma bem criativa, trazendo a história dos 3 porquinhos e o lobo mau para uma notícia real, o comercial mostra como uma notícia repercute nas redes sociais e influencia a opinião de milhares de espectadores.

O comercial conseguiu chamar a atenção para a importância do jornal sem pieguices e com uma execução excepcional!

 

 

Fonte: Brainstom9

Share

Nova identidade da TV Cultura

Nova identidade da TV Cultura

Uma marca mais madura traz consigo, algumas vezes, a necessidade de uma nova identidade. Esse foi o caso da TV Cultura, que povoou o imaginário infantil (como o meu…rs) e adulto com programações de grande diversidade cultural, e agora trouxe sua identidade reformulada. As vinhetas acompanham a programação de acordo com a manhã, mais voltada ao público infantil, à tarde, com uma comunicação mais universal, e à noite, com uma comunicação mais madura e intensa.

 

Vinheta da manhã:


TV CULTURA: Menu Matituno from Lobo on Vimeo.

 

TV CULTURA: ID Matituno from Lobo on Vimeo.

 

Vinheta da tarde:

TV CULTURA: ID Vespertino from Lobo on Vimeo.

 

Vinheta da noite:


TV CULTURA: Menu Noturno from Lobo on Vimeo.

 

TV CULTURA: ID Noturno from Lobo on Vimeo.

 

 

 

Fonte: brainstorm9

Share

Quem é o futuro?

Quem é o futuro?

Recentemente rolou na internet um vídeo produzido por uma agência de publicidade (PHD Worldwide) evidenciando algumas tendências do consumo no futuro. O vídeo “We are the future” (Nós somos o futuro) é narrado por pré-adolescentes que se colocam como nossos futuros consumidores e apresentam suas expectativas para o mercado.

 

De fato este vídeo é um pouco exagerado. Mas de qualquer forma é interessante considerarmos todos os possíveis consumidores, como já havíamos tratado no post anterior. Pode ser que este venha a ser o cliente do futuro.

 

 

Fonte: Criatives

Share